terça-feira, 30 de outubro de 2012

Não tente ser um super-herói...

Fiquei afastada do trabalho por 10 meses e, como já tinham passado 2 meses desde a última quimio, eu resolvi voltar. Logo no primeiro dia senti os meus pés incharem, dor e dormência nas pernas e pés, os intensos fogachos e outros sintomas desagradáveis, sequelas das cirurgias e das quimioterapias. Também percebi que eu estava bastante sensível psicologicamente! A jornada de 8 horas diárias e o ritmo do trabalho passaram a ser pesados para mim e o meu corpo começou a dar sinais de cansaço, além de eu passar a sentir muita tontura. 
Trabalhei quase o mês de outubro inteiro e hoje estive em consulta médica com a minha oncologista, onde, após relatar a minha condição física para desempenho do trabalho, ela decidiu afastar-me por mais 3 meses.
O nosso corpo sabe qual é o nosso limite e devemos SEMPRE estar atentos aos sinais que ele nos emite quando algo não vai bem (dor, sudorese, tremor, fraqueza, tontura, perda do viço da pele, visão turva, queda de cabelos, unhas fracas, etc, etc). Após ter adoecido, passei a respeitar melhor o meu corpo, bem como, passei a ser mais perceptível aos sinais emitidos por ele, indicando algum problema. Não adianta eu querer ser a mulher maravilha e tentar trabalhar com o mesmo vigor que eu tinha antes de adoecer, ou de viver a minha vida frenética como em outrora! O meu corpo passou por quatro cirurgias, 8 sessões de quimioterapia, estresse, noites mal dormidas, dores, ou seja, foi agredido ao extremo durante os últimos meses! Não posso exigir dele o mesmo desempenho, devo respeitá-lo e dar a ele o tempo necessário para a sua recuperação.
Devemos cuidar bem do nosso corpo pois ele é o templo de Deus: “Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?”.  I Coríntios 6.16
Pura verdade, pena que descobri isso um pouco tarde demais! Para vocês que leem o meu blog ainda há tempo de mudar! 

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

A mente humana e seu poder de realização.


A MENTE

O que você grava na mente subconsciente, está programado para se tornar realidade física. O pensamento dá a ordem e o subconsciente cumpre. Por isso, você é o resultado dos seus pensamentos. Seu pensamento é sua verdadeira oração. Todo pensamento que o subconsciente aceita como verdadeiro, ele move céus e terra para realizá-lo.
Você mesmo já teve sonhos, em outros tempos, que lhe pareciam inatingíveis, mas hoje eles são realidade na sua vida. Para realizar um sonho você deve criar forte convicção e não apenas alguma esperança.
Se você tem convicção, sua idéia surgirá, a cada instante, eletro-magnetizada e essa força emocional sensibilizará o subconsciente, fazendo-o agir na concretização desse desejo.
O sucesso chega para aqueles que têm certeza do sucesso e, conseqüentemente, caminham na direção dele. Nunca diga que algo é impossível. Todo desejo reforçado pela fé torna-se realidade física.

PARA ALCANÇAR

A vida é uma festa e está aí de braços abertos para acolher-nos carinhosamente e nos oferecer todas as dádivas. Isso é viver no mundo dos sonhos, pois quem vive, sabe que todo sonho se torna realidade. Todo sonho já é uma realidade mental que caminha a passos largos para a realidade física. Mas é preciso sonhar e usar os meios certos para atingir esse objetivo. É preciso querer uma coisa com o coração e sintonizar a mente na mesma freqüência do coração.

Diga muitas vezes ao dia o que deseja para a sua vida, até impressionar vivamente seu subconsciente: Ex: Eu estou curado, eu estou saudável...

O PODER DE PENSAR

Como é o pensamento que aciona o poder do subconsciente, na verdade pensar é poder. Acredite que você e Deus formam uma só unidade todo-poderosa e por isso você irradia paz para todas as pessoas. Não deve existir lugar para tristeza, mágoas, ressentimentos, solidão e nervosismo. Esse enlace com a força divina nos fortalece para enfrentar a vida. Isso é mudar o padrão dos pensamentos e, conseqüentemente, mudar os rumos da própria vida.

A FÉ COMO LEI DO PODER MENTAL

Durante toda a história da humanidade a fé tem sido o grande suporte do homem. Todos os grandes líderes da Bíblia extraíram sua força da fé. Só existe uma forma de acionar o Poder Infinito que é através da fé. Não a fé no sentido de um sentimento vago, indefinido, esperança imprecisa, mas fé no sentido de certeza de que seu pensamento é verdadeiro. Acreditar, portanto, é aceitar definitivamente uma coisa como verdadeira.
A mente tem suas leis e seus princípios que nunca falham quando usados corretamente. O pensamento cria, o desejo atrai e a fé realiza. Isto quer dizer que tudo o que você pensa, deseja e acredita que vai acontecer, acontece obrigatoriamente. Peça e receberá! É um princípio simples, mas verdadeiro, porque todo pedido já traz, subjacente, o recebimento. Quando se pede, automaticamente, já se está sento atendido, assim como quando se bebe água, já se está matando a sede. O pedido existe para ser atendido.

Entretanto, para ter seu pedido atendido, deve-se seguir o princípio básico da fé: acredite que o seu pensamento é verdadeiro, ou seja, que o seu pedido já está sendo atendido só pelo fato de ter sido formulado. Permitir a dúvida, não acreditando que vai ser atendido, é mandar duas ordens opostas e conflitantes ao seu subconsciente. E como seu subconsciente é o seu subordinado todo-poderoso, que não discute ordens, que não raciocina nem seleciona, vai ficar sem condições de realizar seu pedido. Mandar duas ordens opostas ao subconsciente é o mesmo que não desejar ser atendido. É por esse motivo que muitos pedidos e orações não são atendidos

QUANDO O ATENDIMENTO É AO CONTRÁRIO

Observe que, sempre que o seu pedido não é atendido, é porque você está fazendo duas orações opostas. Isso significa que você foi atendido, só que negativamente atendido, porque, entre duas ordens opostas e contraditórias, numa você acreditou muito mais do que na outra. E, nesses casos, com certeza, você pôs muito mais emoção, muito mais energia, no pensamento negativo.
Está errado, também, mentalizar durante dez ou quinze minutos por dia aquilo que se deseja e passar o restante das vinte e três horas e quarenta e cinco minutos mentalizando idéias de fracasso e insegurança. Você precisa acreditar. Desfaça-se das barreiras negativas. A sua mente é cósmica, e, através dela, você pode entrar em contato com todo o universo.
Quando o subconsciente está ligado a sentimentos de medo, de expectativa, de incerteza, tudo acontece ao contrário daquilo que se deseja.
Ao pedir, veja a pessoa ou aquilo que deseja. Não se volte para as imagens contrárias ao seu desejo. Fixe na mente apenas a imagem que verdadeiramente deseja e o seu subconsciente reagirá de acordo com isso. Ter fé é acreditar que a imagem colocada na mente se tornará realidade física. E quanto mais emocionado for seu pensamento, com mais força e rapidez vai ocorrer o resultado almejado.

É a fé que opera no subconsciente. Na realidade não é a religião, o objeto ou a imagem que produzem o resultado, mas a crença que você tem de que esses elementos produzem resultado é que fará com que as coisas aconteçam. A fé é uma força irresistível imanente em você, no fundo, é a própria Força Divina existente em você. Essa força não age movida por aparatos exteriores, mas unicamente pelo seu pensamento. Lembre-se que acreditar é aceitar o seu pensamento como verdadeiro, quer ele seja, de fato, verdadeiro ou não.
Quando você acredita em alguma coisa o seu pensamento se dirige apenas nessa direção e então aciona o Poder Infinito que está dentro de você e o Poder Infinito cumpre. Então é o seu pensamento que se cria na sua mente a capacidade de realização.

sábado, 20 de outubro de 2012

Um homem na luta contra o câncer de ovário.

Na semana passada, ao  pesquisar no Google novidades sobre  tratamentos para câncer de ovário, encontrei um blog sobre o assunto, bem nos moldes do meu blog, contendo informações sobre o câncer de ovário e , vários alertas sobre a doença.
Surpreendi-me ao descobrir que tal blog pertence a um militar do exército, pai de uma linda menina de 11 anos e viúvo de Caroline, uma mulher guerreira, que lutou contra um câncer de ovário durante 8 meses.
Além de escrever o blog,  Orivaldo (este é o seu nome) também escreveu um livro (Caroline um dia de cada vez), ainda não publicado, relatando a estória de luta e perseverança de sua amada Caroline contra essa doença tão cruel. Eu tive a oportunidade de ler o livro e me emocionei muito, mesmo tendo passado por várias situações semelhantes as que Caroline passou. 
Até então, eu via somente o meu lado da situação, ou seja, tudo o que eu tenho passado com a doença, mas, após ler os relatos de Orivaldo, percebi o quão doloroso é para o nosso parceiro ver e acompanhar todo o nosso sofrimento, se deparando, muitas vezes, com a sensação de  impotência diante da doença, nada podendo fazer, a não ser estar ao nosso lado, para aliviar o nosso sofrimento.
Esse homem maravilho continua na luta contra o câncer de ovário, em memória de sua querida esposa, divulgando informações sobre a doença, com o intuito de se evitar novas vítimas. Com esta ação, ele tem demonstrado não somente o seu amor à Caroline, mas também o seu amor ao seu próximo. Que Deus o proteja e lhe dê toda a força necessária para continuar esse trabalho.

Segue o link para o blog do Orivaldo  : http://sgtorivaldoexercito.blogspot.com.br/

Querida Caroline, que Deus esteja sempre com você, fique em paz!
Dedico a você a canção "Angel", para que a mesma chegue aos seus ouvidos como uma prece.



quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Comprimindo células cancerosas ovarianas para prever o potencial metastático: Rigidez celular como possível biomarcador


Comprimindo as células cancerosas. Um Microscópio de Força Atômica é posicionado logo acima de uma placa preenchida com células de câncer de ovário.(Crédito: Cortesia da imagem do Georgia Institute of Technology)

Science News - Science Daily (10 de outubro de 2012)

Nova Georgia - Pesquisa mostra que a rigidez da célula poderia ser uma dica valiosa para os médicos pesquisarem e tratarem as células cancerosas antes que elas sejam capazes de se espalhar. Os resultados, que estão publicados na revista PLoS One , descobriram que as células de câncer de ovário altamente metastáticas são na maioria das vezes mais suaves do que as células cancerígenas ovarianas menos metastáticas.
Os pesquisadores usaram um processo chamado de microscopia de força atômica (AFM) para estudar as propriedades mecânicas de várias linhas celulares de ovário. A sonda macia mecânica "comprime" células ovarianas saudáveis, malignas e metastáticas para medir a sua rigidez.
"A fim de se espalhar, as células metastáticas devem empurrar-se para a corrente sanguínea. Como resultado, elas devem ser altamente flexíveis e mais suaves", disse Sulchek, um membro do corpo docente da Escola George W. Woodruff de Engenharia Mecânica. "Os nossos resultados indicam que a rigidez da célula pode ser útil como biomarcador para avaliar o potencial metastático em relação ao câncer de ovário e talvez outros tipos de células cancerosas."


terça-feira, 16 de outubro de 2012

Rendi-me às futilidades da vida..

Sempre fui muito comprometida com o trabalho, com os estudos ("cdf" mesmo...afff) e não me permitia relaxar assistindo a uma novela, lendo uma revista feminina de fofocas, lendo um gibi, jogando videogame, assistindo a um filme trash... Meu  discurso era sempre o mesmo: isso é fútil, inútil, não me acrescenta nada, e por aí vai.
Eu trocava toda essa "futilidade" por revistas informativas e de negócios, noticiários, jornais, documentários, enfim, por todo o tipo de atividade que pudesse me acrescentar alguma coisa! 
Somente agora, eu percebo como eu era "chata" e "burra"! 
Quando eu adoeci e fiquei em casa por quase 2 anos, como eu já não sabia mais o que fazer para passar o tempo (pois já tinha esgotado o meu estoque de livros sobre câncer, livros de auto ajuda e livros espíritas), comecei a me permitir recorrer a algumas "futilidades": passei a ler revistas de fofocas, de bordados, de culinária, assistir a filmes trash; comprei um playstation e passei a tentar jogar (é claro que não consegui passar da 1ª fase rsrsr); passei a ficar mais tempo nas redes sociais, passei a comprar bugigangas em lojinhas de 1,99, enfim, passei a me divertir mais!
Continuo adorando gente inteligente, conversas inteligentes, porque sem modéstia, eu já sou inteligente prá caramba (peguei pesado rsrsr) e um pouquinho mais de conhecimento é sempre bem vindo. Mas hoje em dia, sabe o que não suporto? Gente chata. E quer ver gente mais chata do que as que detestam futilidades? Prá tudo na vida é preciso equilíbrio. Ninguém precisa passar 24 horas do dia apenas alimentando o cérebro para provar que tem um. 
A diversão pela diversão faz bem para a nossa saúde mental e é extremamente necessária, pois faz com que esqueçamos os problemas, faz com que possamos  rir mais e de nós mesmos, sim, por nos acharmos ridículos, e isso alivia toda e qualquer tensão! 
Se futilidade é perda de tempo, a melhor coisa do mundo é poder ter tempo para perder! Coitado daquele que não tem tempo a perder, ou que não se permite perder tempo! É claro que é importante trabalhar, estudar, ler bons livros, mas enriquecer o intelecto não é tudo na vida! Por que não dosar um tempo para o intelecto e outro para o bem estar? Use a sua inteligência a favor de você mesmo, em prol de sua saúde! Não leve a vida tão a sério, procure arrumar um tempinho para as coisas fúteis (ouvir uma boa piada, assistir novela, ler uma revista de fofocas, ler um bom gibi, se dar ao luxo de chupar um sorvete ou de comer um cachorro quente se lambuzando todo), permita-se, seja você mesmo, sorria e chore quando sentir vontade, pois assim manterá o seu corpo em equilíbrio e será muito mais feliz. 


sábado, 13 de outubro de 2012

Câncer de ovário - um tipo raro e letal de câncer!


Hoje eu acordei tristinha, pois estive pensando em como e porque fui acometida por um câncer tão raro! 
Anualmente, surgem no Brasil 6.000 novos casos de câncer de ovário, contra 50.000 novos casos de câncer de mama. Se considerarmos uma população feminina de 60 milhões de mulheres, com idade de 20 a 70 anos, teremos 1 caso de câncer de ovário a cada 10.000 mulheres e isso corresponde a uma chance de 0,01% de se ter câncer de ovário, e eu tive!
Por ser um tipo raro de câncer, não se investe tanto em pesquisas para a detecção precoce desta doença, bem como para tratamentos menos invasivos e nós, que fomos acometidas com esse tipo de doença,  ficamos a mercê dos poucos tratamentos disponíveis! Este quadro lamentável está presente em todo o mundo e não somente no Brasil. Embora seja o 7º tipo de câncer que mais afeta as mulheres ele é o que mais faz vítimas, justamente porque em 70% dos casos é descoberto em estágio avançado!
Como já terminei o tratamento quimioterápico, fico agora somente na expectativa, esperando os resultados dos próximos exames, esperando as próximas consultas, esperando que o câncer não reincida e esperando, do fundo do coração, que Deus me ajude!
Qualquer mal estar que sinto, seja um desconforto ou dor abdominal, constipação ou gases, já acho que é o câncer que está voltando! Sei que devo mudar o meu pensamento e estou tentando, mas confesso que não é nada fácil!
Encontrei um poema que descreve mais ou menos o meu estado de espírito:



estou ASSIM.
esperando na janela, na porta, na sala, no QUARTO.
no chão, no sofá, na CAMA.
sigo a ESPERA.
me pergunto. questiono. brigo COMIGO.
e não encontro a resposta.
até QUANDO?
meu castelo é de AREIA.
não está fincado na rocha.
respiro fundo.
choro.
engulo o CHORO.
e sigo esperando.
na JANELA, na porta, no quarto, no chão, no sofá....

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Lidando com a insensibilidade alheia.

Se somos seres humanos é porque somos dotados de alma, e a alma, por sua própria constituição não pode ser má nem insensível. 
Algumas pessoas são sensíveis o bastante para compartilharem conosco a nossa dor: A tristeza é nítida em suas faces quando estamos doentes e mais nítida ainda é a alegria quando nos recuperamos.
Porém, nem todos tem essa mesma sensibilidade! Percebo que algumas pessoas sentem dificuldade em se sensibilizar com a dor alheia. Talvez seja em razão da banalização da dor pela mídia, pois diariamente apresenta inúmeras ocorrências funestas, tais como pessoas sendo baleadas, pessoas morrendo em filas de hospitais, pessoas sendo atropeladas, enfim, tudo quanto é cena de desgraça passa diante de nossos olhos como se fosse cena de um filme, mas são cenas reais.
Eu mesma, ainda tenho me deparado com algumas pessoas insensíveis. Lamento por eles,  pois  quando se é insensível é porque se deixa dominar por algum sentimento negativo, que acaba por bloquear a sua alma. 
A alma nos fala através da intuição. Quando deixamos que a irritação ou outros sentimentos como inveja, ódio, desconfiança nos dominem, isolamos a alma, impedindo que ela se manifeste e então ficamos sujeitos a tomar atitudes irrefletidas e danosas, por vezes irreparáveis, sendo difícil  conseguir uma atitude compreensiva, generosa e benevolente, permanecendo insensível ao sofrimento alheio. Sem alma os seres humanos se fecham para o amor verdadeiro, abrindo as portas para o ódio.
Acredito que todos nós já fomos insensíveis em algum momento, mas devemos deixar o nosso espírito atuar dentro de nós. De que forma? Sendo solidários, sensíveis, generosos, benevolentes e caridosos para com o próximo.


quinta-feira, 4 de outubro de 2012

De volta ao trabalho.

Hoje, dia 04/10/12, voltei a trabalhar, após 10 meses de licença médica. Foi muito bom reencontrar os colegas de trabalho e retomar as minhas atividades. Imaginei que após tanto tempo afastada eu teria uma certa dificuldade de entrar no ritmo, mas correu tudo bem. É claro que o meu ritmo mudou, pois tive um bom tempo para refletir sobre minha atuação profissional. Antigamente, eu vivia ligada no 220 volts e fazia várias coisas ao mesmo tempo, pois eu já tinha desenvolvido uma técnica para "assobiar e chupar cana" ao mesmo tempo. Agora, depois de ser obrigada a desacelerar, o meu lema é fazer uma coisa de cada vez e com muita calma e tranquilidade. 
No decorrer do dia de hoje eu me senti razoavelmente bem, pois os temidos fogachos me incomodaram por várias vezes, o meu pé inchou bastante e meu pescoço doeu um bocado. Meu corpo precisará se readaptar ao trabalho. Percebi também que o meu raciocínio está mais lento. Cheguei a brincar com alguns colegas de trabalho dizendo que a quimioterapia deve ter queimado os meus neurônios! Parece até que "emburreci" rsrsrs.
Acredito que a volta ao trabalho me fará bem, pois manterá a minha mente mais ocupada durante este período pós-quimioterapia, momento este em que me sinto "descoberta" por não estar recebendo nenhum tipo de tratamento! Deus está me dando a oportunidade de recomeçar, de fazer tudo diferente. Estou aproveitando esta oportunidade e agradeço a Ele por tudo!

Ser bonzinho demais pode fazer mal!

Provavelmente, você já deve ter ouvido a frase: “bonzinho só se ferra”. Pois bem, existe um certo acordo universal, que parece realmente ...